Para quê servem os Kanji, de onde vieram e como devo aprendê-los?


Os Kanji


Os Kanji chegaram no Japão por influência chinesa. Ao contrário da maioria dos idiomas, o chinês não conseguiu evoluir ao ponto de criar um alfabeto propriamente dito. Há entre 60 a 80 mil Kanji, mas na China só são usados 56% e ninguém conhece todos.

Destas dezenas de milhares de Kanji, milhares foram importados ao japonês por volta do ano 400. Mas quando terminam de aprender os Kana, Hiragana e Katakana, os Kanji começam a ser um "problemão" e os iniciantes se perguntam:   Para quê que serve os Kanji?

Bem, os Kanji servem no japonês, essencialmente para diminuir palavras e principalmente para eliminar ambiguidades. Se isso ainda não te convenceu, e você acha que o japonês não tem ambiguidade, olha só:
Vejamos uma comparação de sons entre a língua inglesa e a língua japonesa; o japonês tem 110 sons diferentes para formar palavras, entre esses sons complexos. Achou isso muito? Então prepare-se para se surpreender. O inglês tem 8 mil sons. É isso mesmo que você leu! 8000.

Enquanto no inglês o "R" pode ser lido como "RWA" ou "RRA". No japonês só é lido como "ラ". E isso gera milhares e milhares de sons derivados que não existem no japonês. Assim, as palavras ficam muito parecidas.

Vejamos estas frases:

春にですので、彼のは赤くなります。→ Haru ni desu node, kare no hana wa akaku narimasu.
春にですので、彼のは赤くなります。→ Haru ni desu node, kare no hana wa akaku narimasu.

As duas frases se leem iguaizinhas. Mas o significado é muito diferente, e por causa dos Kanji.


O Kanji  tem o significado de "nariz".
E o Kanji tem o significado de "flor".

Então as sentenças podem ser traduzidas como:

O nariz dele fica vermelho pois é primavera.
A flor dele fica vermelha pois é primavera.

Claro que quando se está falando, no contexto dá para entender. Mas em uma frase solta, assim desse jeito. Causa confusão se escrito só em Hiragana. Outro exemplo é o de "associação" e "igreja":


会 (Kyoukai; Igreja) 会 (Kyoukai; Associação)

Se você já acha difícil os Kanji de hoje em dia, pense que eles foram simplificados depois da década de 40. E que esses que eu e você aprendemos são bem mais fáceis.

Eu gostaria de recomendar a vocês duas categorias de Kanji para aprender. Não adianta sair aprendendo "um Kanji atrás do outro" se você não os conhece, não sabe como usá-los e nem em que casos gramaticais se aplicam. Eu cometi muito este erro no início do meu aprendizado (ainda sou de nível elementar, não falo fluente e nem estou perto).

Bem, voltando às categorias... Elas são: Kanji aprendidos na escola em ordem e Kanji básicos. Kanji básicos não são os fáceis com poucos traços mas que não são muito usados como "弓" (yumi; arco). Ele é importante como todos, mas não é tão importante ao ponto de ser um dos primeiros a ser aprendido. Também recomendo aprender os Kanji do JLPT N5 (vou escrever um post sobre o ele em breve).

Para ver os Kanji que são aprendidos na primeira, segunda e terceira série dos pequenininhos do Japão é só clicar aqui. São as apostilas do Projeto Tucano. Chamadas "Meu Amigo Kanji", conheça mais aqui. O projeto inclusive lançou mais 3 apostilas, chamadas "Meu Amigo Kanji - Aprenda Por Si Só". Que é perfeita para nós auto-didatas para facilitar o aprendizado. Recomendo baixar e imprimir, não adianta ler no computador, gente, é só fazer um esforcinho e imprimir uma apostila por mês que vai te ajudar muito realmente!

Então é isso pessoal, e espero que tenham entendido e gostado! Qualquer dúvida, sugestão ou erro é só comentar que eu vou ler.

Texto totalmente feito por Iwami Akira.

2 comentários:

MAIS POSTAGENS *--*